Categoria exausto

porWemerson Marinho

6 Maneiras Práticas de Aumentar sua Energia e Performance

O estresse parece ter tomado conta de grande parte dos ambientes de trabalho atualmente. Os trabalhadores modernos relatam serem apressados, depressivos e simplesmente cansados.

De acordo com um estudo da Organização Mundial de Saúde, o estresse no local de trabalho custa às empresas 300 bilhões de dólares por ano, o que equivale a mais de 1 TRILHÃO de reais. Valor surreal, né? Mas muito além dos custos financeiros, não podemos esquecer que tudo isso também nos custa individualmente. E o pior: o prejuízo vem logo na saúde.

Então quais são os sinais que precisamos verificar quando nos sentimos exaustos, sobrecarregados e improdutivos? Decidi listar seis pontos vitais do local de trabalho que podemos verificar para estabelecer uma linha de base de saúde:

1. Sono: você está descansando o suficiente?

Nada contribui tanto para o estresse e para matar a nossa produtividade quanto poupar nosso sono – principalmente quando isso se torna um hábito. O sono nos restaura mental, emocional e fisicamente. Quando ficamos dispersos pela tarde ou simplesmente não conseguimos manter o foco, devemos checar quanto dormimos na noite anterior e encontrar soluções para contornar isso. Se a política da sua empresa permite, cogite tirar uma soneca rápida após o almoço, por exemplo. Ao contrário do que você deve estar pensando, a soneca não fará você perder tempo: 30 minutos descansando podem se converter em mais horas de produtividade e ânimo para o resto do dia. Caso esse não seja o seu caso, que tal estipular um horário máximo para se desligar do celular e de todas as telas que emitem luz azul e dormir mais cedo?

* Para mais dicas sobre como dormir melhor, dá uma olhada nessa entrevista que fiz com o Dr. Jefferson Soares, médico Neurologista e Neurofisiologista: Clique aqui

2. Dieta: Você está comendo alimentos nutritivos?

Se não é pelo sono, para a maioria de nós aquela preguicinha no meio da tarde é causada pelo excesso de carboidrato/açúcar no sangue. Comer os tipos certos de alimentos nos ajuda a manter os níveis de energia durante todo o dia. Experimente! Se achar necessário, consulte um nutricionista ou nutrólogo para auxiliar você. Os ganhos serão enormes!!!

3. Exercício: você está ativo?

Quando estamos estressados e pressionados pelo tempo, muitas vezes acabamos sacrificando o exercício. Mas isso é um jogo de soma zero. O melhor caminho é expandir nossa energia e descansar o psicológico para que possamos fazer mais com o tempo que temos. E o exercício é um componente chave disso! Então que tal voltar (ou enfim começar) a se exercitar? Minha dica: Fuja das “modinhas” e procure uma atividade que você goste. Isso faz toda a diferença!

4. Prioridades: Você sabe com clareza o que é mais importante?

Quando nossas prioridades não estão claras, gastamos nossa energia em tarefas inúteis. Estabelecer prioridades conserva nossa energia e libera nosso tempo para os projetos que realmente trarão resultados, deixando a procrastinação de lado. É impossível progredir em projetos importantes e prioritários quando nossos calendários estão cheios de reuniões e tarefas que são circunstanciais. Então se você não sabe suas prioridades, para tudo e repensa agora mesmo!

*Para ajudar, deixo aqui o meu vídeo “Como definir prioridades e metas?”

5. Interrupções: Você tem sistemas para filtrar distrações?

E-mails, ligações, telefonemas, redes sociais… Se não encontrarmos alguma maneira de manter todas essas interrupções à distância, será impossível se concentrar no que importa. Afinal, enquanto damos atenção a todas essas distrações, o trabalho continua aumentando e a sensação de estar sendo engolido pelas tarefas fica cada vez mais difícil de ser contornada. Uma alternativa é silenciar o celular para notificações e estabelecer horários/períodos para abrir o e-mail e as redes sociais (e claro: cumpri-los).

6. Multitarefa: você está tentando fazer várias coisas ao mesmo tempo?

Um dos grandes vilões da gestão de tempo é a tentativa de se fazer muitas coisas ao mesmo tempo! A multitarefa nos leva a desperdiçar atenção e eficiência na alternância entre várias tarefas. E isso drena nossos recursos mentais e nos desacelera. Sugiro que você liste em um papel ou ferramenta tudo o que tem para fazer no dia e determine a ordem de fazê-lo. Você vai ver como isso ajuda! Aqui na empresa nós usamos o Neotriad, mas você deve buscar a maneira que melhor se encaixe às suas necessidades.

Acho que depois de todas essas dicas, ficou claro que se você está se sentindo mal, a pior coisa a fazer é seguir em frente como se nada estivesse errado. Os sintomas são bandeiras vermelhas que nos alertam para que possamos consertar o que está errado. E essa verdade vale para o trabalho também.

Se nos sentimos exaustos, sobrecarregados e improdutivos, a pior coisa que podemos fazer é seguir em frente e ficar empurrando o problema com a barriga. Isso não vai ajudar em nada! Mas se verificarmos os sinais vitais do nosso local de trabalho, podemos ver o que está errado, fazer ajustes e voltar a ficar de pé. Afinal, nunca é tarde para começar.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com